Press "Enter" to skip to content

Dasa une operações com rede de hospitais Ímpar

Valor Econômico informa que, líder em medicina diagnóstica com cerca de 800 laboratórios no país, a Dasa se uniu à Ímpar, segunda maior rede hospitalar, dona do 9 de Julho, em São Paulo, e do São Lucas, no Rio. Ambas as empresas pertencem à família Bueno.

Para estruturar a transação, foi criada uma holding que terá as duas empresas de saúde sob seu guarda-chuva e um valor de mercado estimado em R$ 29 bilhões. No ano passado, o faturamento combinado de Dasa e Ímpar foi de R$ 7,1 bilhões.

A nova companhia ficará sob responsabilidade de Pedro Bueno que, até então, compartilhava a presidência da Dasa com Carlos de Barros. Este continuará na liderança da rede de medicina diagnóstica e Paulo Curi também permanecerá como CEO da Ímpar.

Com a integração da rede de medicina diagnóstica com hospitais, a família Bueno investe numa das principais tendências do setor de saúde: acompanhar o paciente desde o começo do seu tratamento até o pós-alta. A Dasa vem apostando fortemente em exames genéticos, que possibilitam um tratamento mais assertivo, e orientação médica para seus pacientes. “Trata-se de um primeiro movimento para atuarmos de forma coordenada e integrada como um agente da transformação do setor de saúde”, disse Dulce Pugliese de Godoy Bueno, acionista controladora das empresas.

Ao se juntar à Dasa, que é uma companhia de capital aberto, a Ímpar terá acesso ao mercado de capitais, podendo captar recursos financeiros com melhores taxas. Também passa a ter uma alavancagem de dívida menor ao fazer parte de um grupo maior. Questionado sobre o poder de negociação do novo grupo com as operadoras de planos de saúde, Pedro observou que essa não foi a finalidade da integração. “Nosso objetivo não é ter um tamanho maior para ganhar poder de barganha”, disse. “Queremos trazer para o mercado mais soluções com foco no desfecho clínico”, complementou.

Os laboratórios da Dasa e os hospitais da Ímpar já trabalham com modelos de remuneração que contemplam valores fixos por procedimento, adicionada de um variável conforme o resultado do tratamento. Hoje, o modelo de pagamento que prevalece no mercado é o chamado “fee for service” (conta aberta), mas há uma pressão crescente para que seja substituído.

“As duas empresas já tinham orientações parecidas, mas com a integração fica mais fácil fazer esse alinhamento estratégico”, disse Pedro. A união das companhias possibilitará aos funcionários ter um plano de carreira maior porque pode haver migração entre as duas empresas.

A Ímpar tem 5 hospitais: 9 de Julho e Santa Paula em São Paulo; São Lucas e CHN no Rio; e Hospital Águas Claras no Distrito Federal. Juntos têm 1,8 mil leitos. Já a Dasa é dona de 40 marcas de laboratórios como Delboni Auriemo, Lavoisier, Alta Excelência, Salomão Zoppi, Sérgio Franco, CDPI, Lâmina, Bronstein, Frischmann, que fazem 250 milhões de exames por ano.

Please follow and like us:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial