Press "Enter" to skip to content

Líder da Dasa busca novas aquisições

O Globo relata que, à frente da Dasa desde 2015, o economista Pedro de Godoy Bueno (foto), de 29 anos, assumirá o comando da gigante do setor de saúde formada a partir da junção da rede de diagnósticos com a ímpar. O jovem executivo diz que não pensa em transformar o grupo em operadora de saúde. Ele quer expandir os negócios em serviços, conectando bancos de dados para garantir nova forma de assistência, que, diz, vai resultar em mais qualidade em saúde e menor custo.

Por que a fusão?

Isso acelera a busca por soluções que vão transformar o setor de saúde, hoje muito fragmentado. Cada um vê uma parte do indivíduo, ninguém vê o todo. O que estamos fazendo é criar um ecossistema para oferecer aos outros elos da cadeia, operadoras e médicos, uma prestação de serviço mais efetiva, cuidando da saúde e não mais tratando de doenças. Com prevenção, a qualidade do serviço e da saúde do usuário sobem e o custo cai. A operadora pode oferecer planos com preços mais competitivos, mais gente pode ser atendida pela saúde privada, desonerando o serviço público.

Haverá novas aquisições?

Olhamos o mercado como um todo, mas sempre para elos na cadeia da prestação de serviço. Não queremos ser operadora, mas ofertar o serviço mais completo a elas.

Qual é o ganho para o negócio?

Com certeza, podemos ter uma melhora nos custos, mas o grande objetivo é criar a possibilidade de crescimento, é estratégia. O custo vem em terceiro lugar.

Please follow and like us:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial