Press "Enter" to skip to content

Maioria de coronavírus em SP ainda estão em regiões abastadas e hospitais privados

Monica Bergamo informa na Folha de S.Paulo que os casos de coronavírus seguem concentrados nas regiões mais prósperas e centrais da cidade. A maior parte deles (374) estava registrada nas unidades sanitárias da Lapa/Pinheiros e Vila Mariana/Jabaquara.

As regiões de Guaianazes e Itaim Paulista, na zona leste, ainda não tinham casos registrados no dia 31 de março, segundo boletim da secretaria municipal de Saúde.

Em Parelheiros, na zona sul, havia um caso apenas confirmado. O boletim lembra, no entanto, que há subnotificação de registros, por falta de testes.

A pressão, portanto, ainda não chegou com força ao sistema público e segue concentrada no privado.

De um total de 59 hospitais que têm pessoas internadas com Covid-19, só seis tinham mais de 30 pacientes até o dia 31.

As instituições até agora mais pressionadas são a rede Prevent Senior, o hospital Albert Einstein e o Oswaldo Cruz, com mais de 60 internados cada um.

Do total de 745 pessoas já hospitalizadas na cidade, com sintomas leves e graves, 114 foram curadas e receberam alta, ou 15,3% do total. Outros 118, ou 15,8%, morreram.

One Comment

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial