Press "Enter" to skip to content

NotreDame adquire Grupo Santa Mônica por R$ 233 milhões

O valor da aquisição foi dividida em (i) R$ 100 milhões à vista, em dinheiro, na data de fechamento da transação; (ii) e R$ 133 milhões em seis parcelas iguais e anuais

A NotreDame Intermédica (GNDI3) informou ontem (25) que sua subsidiária NotreDame Intermédica Saúde celebrou um acordo de aquisição do Grupo Santa Mônica, fundado em 1993.

A companhia passará a deter controle indireto do grupo, representando 89,9% das quotas da SMV Serviços Médicos, 92% do Hospital e Maternidade Santa Mônica, 75,2% do Incord e 86,1% do Bioimagem Santa Mônica.

O valor da aquisição foi dividida em (i) R$ 100 milhões à vista, em dinheiro, na data de fechamento da transação; (ii) e R$ 133 milhões em seis parcelas iguais e anuais, descontados o endividamento líquido e eventuais contingências.

“Apesar do cenário desafiador gerado pela pandemia de covid-19, o Grupo Santa Mônica tem apresentado em 2020 crescimento de receita (tanto em sua operação de saúde suplementar quanto na venda de serviços médico-hospitalares) e de rentabilidade, em comparação com o mesmo período em 2019”, destacou a NotreDame, em nota enviada ao mercado. A aquisição do grupo amplia a estratégia de crescimento da companhia no estado de Minas Gerais por meio de uma plataforma verticalizada.

No mês passado, uma unidade da NotreDame adquiriu o Hospital do Coração de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, no montante de R$ 65,7 milhões. Em fato relevante, a empresa informou que passou a deter 99% do negócio.

A compra do Grupo Santa Mônica está sujeita à aprovação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A companhia esclarece que ela não será submetida à aprovação dos acionistas, uma vez que foi realizada pela sua subsidiária indireta.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial