Press "Enter" to skip to content

Bradesco Saúde alerta para a importância da mamografia contra o câncer na Campanha Outubro Rosa

Por conta da pandemia da Covid-19, houve redução de 41,5% na realização do exame entre as beneficiárias acima de 40 anos, até setembro de 2020.

Para marcar a Campanha Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a importância da prevenção e do combate ao câncer de mama, a Bradesco Saúde promove ações especiais para alertar as mulheres sobre cuidado com a saúde e a realização de exames periódicos. Dados da Bradesco Saúde mostram que, até setembro de 2020, apenas 24% das seguradas acima de 40 anos, indicadas para o preventivo, realizaram o exame mamográfico, uma queda de 41,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A expectativa é que esse número aumente até o fim do ano, com as campanhas educativas promovidas pela seguradora junto aos beneficiários.

Segundo estimativa do Inca para esse ano, cerca de 66 mil novos casos da doença devem ser registrados no país. Com a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social, muitas mulheres acabaram adiando a realização de seus exames preventivos, o que poderá aumentar o número de novos casos.

Um levantamento feito pela Bradesco Saúde revela que, nos últimos cinco anos (2015 a 2019), cerca de 62% das beneficiadas acima de 40 anos fizeram a mamografia. Entretanto, neste ano até setembro, apenas 24% das mais de 563 mil mulheres seguradas pelo plano, e indicadas para o preventivo, realizaram o exame. Desse total, quase a metade (43%) dos exames foi realizada ainda no primeiro trimestre de 2020, confirmando que houve uma redução durante a pandemia. 

“Nosso programa de promoção à saúde, Juntos Pela Saúde, incentiva mulheres de 35 anos com risco elevado ou a partir dos 40 anos para realização do exame clínico das mamas e mamografia anual. Entendemos que, por conta do isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, houve uma redução na realização do exame preventivo. Mas devemos alertar que o cuidado deve ser contínuo e precisa ser retomado. Não se pode descuidar da saúde”, afirma Thaís Jorge, diretora da Bradesco Saúde. 

Segundo o Ministério da Saúde,  a pandemia foi o fator principal para a queda de 45% das mamografias realizadas nos sete primeiros meses de 2020 no Sistema Único de Saúde, na faixa etária de 50 a 69 anos. Para a Sociedade Brasileira de Mastologia, o rastreamento mamográfico tem sido o melhor método para detectar tumores precoces e reduzir a mortalidade por câncer de mama, tendo dados comprovados por diferentes estudos.

Saiba mais sobre a doença

O câncer de mama é causado pela multiplicação anormal das células da mama, que formam um tumor maligno. Mais comum entre as mulheres, a maioria dos casos da doença tem sido diagnosticados já em estágios avançados. Portanto, campanhas de prevenção contra a doença, como “Outubro Rosa”, são fundamentais para alertar a importância do diagnóstico precoce, que aliado ao tratamento, possibilita melhores resultados.  

Conforme levantamento da ANS e do Ministério da Saúde, estima-se que 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis, como a prática de atividade física regular, alimentação saudável, manutenção do peso corporal adequado e evitando o consumo de bebidas alcóolicas e cigarro. Essas informações também são difundidas pela Bradesco Saúde por meio do Programa Juntos Pela Saúde e também no portal Viva a Longevidade: www.vivaalongevidade.com.br 

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial