Press "Enter" to skip to content

23º Congresso UNIDAS: painel discute sobre modelos de remuneração baseados em resultados em saúde

Evento acontece entre os dias 11 e 13 de novembro, em formato híbrido com participação presencial restrita

A pandemia tem demonstrado as fragilidades do sistema de saúde, especialmente quando o assunto é sustentabilidade dos modelos de pagamentos. O cenário atual inclui crise econômica, envelhecimento populacional e aumento da prevalência das doenças crônicas, tornando cada vez mais urgente a necessidade de adotar métodos de gestão baseados na medição dos resultados em saúde, com objetivo de melhorar o impacto dos tratamentos para os pacientes e custos relacionados. A discussão, que está latente, será feita durante o 23º Congresso UNIDAS – Novas Perspectivas da Saúde: 2020 Como o Divisor de Águas, que acontece entre os dias 11 e 13 de novembro, em formato híbrido com participação presencial restrita diretamente da Casa de Campo do The Royal Palm Plaza, em Campinas, São Paulo.

O painel internacional de “Implementação de Modelos de Remuneração Baseados em Resultados em Saúde” discutirá o tema com a presença de Ana Paula Etges, diretora de operações da Way2Value; Anne Geubelle (Bélgica), diretora de inovação da Way2Value e embaixadora do VBHC Center Europe para Data & – Portugal; e David Guerreiro (Portugal), consultor de Negócios da Way2Value e embaixador do VBHC Center Europe – Portugal. Será moderado pela diretora científica da Way2Value e embaixadora do VBHC Center Europe para o Brasil, Marcia Makdisse, e pelo presidente da UNIDAS, Anderson Mendes.

“Apesar de já existir uma documentação profunda sobre o tema dos modelos de remuneração baseados em resultados em saúde, há uma necessidade de convergir não só o entendimento dos vários stakeholders da saúde sobre o assunto, como a aplicabilidade e operacionalidade”, explica Marcia Makdisse. “Só com essa mudança será viável iniciar uma verdadeira gestão da saúde dos cidadãos, onde existirá uma avaliação sistemática e transparente dos cuidados prestados em função dos resultados e onde os prestadores e a indústria serão remunerados conforme o valor gerado para o paciente”, acrescenta Ana Paula Etges.

Entre os tópicos que serão abordados durante o painel estão: fatores de sucesso para implementação de modelos de remuneração baseados em valor; controlar o risco tendo primeiro um verdadeiro conhecimento dos custos associados às cadeias de cuidados; importância de implementar uma ferramenta tecnológica para definição do baseline e análise dos resultados em real time e como o value based procurement pode ajudar a mitigar o risco associado ao tema.

“As autogestões, por exemplo, como compradoras de serviços de saúde, têm na estratégia Value-Based Health Care (VBHC) a oportunidade de estabelecerem contratos baseados na entrega de resultados em saúde, reduzir custos, especialmente por não terem fins lucrativos, e aumentar a satisfação dos seus beneficiários”, explica Anne Geubelle .

Para David Guerreiro, “o Congresso da UNIDAS pode trazer contribuições importantes para potencializar a transformação da saúde ao trazer representantes das principais autogestões para discutir com os diversos stakeholders soluções e perspectivas sobre temas relevantes para a sustentabilidade do setor, como o Value-Based Health Care“.

Serviço

23º Congresso UNIDAS – Novas perspectivas da saúde: 2020 como o divisor de águas

Painel: Implementação de modelos de remuneração baseados em resultados em saúde

Quando: 12 de novembro, 16h20 às 17h30

Hotsite: https://23congresso.unidas.org.br/

Realização: UNIDAS – Autogestão em Saúde

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial