Press "Enter" to skip to content

Beneficência Portuguesa de São Paulo participa dos testes de vacina contra Covid-19

Vacina a ser testada já está na fase 3, último estágio do estudo antes da disponibilização para a população

BP – Beneficência Portuguesa de São Paulo , um dos principais polos de saúde do País, foi escolhido como um dos centros de pesquisa para realização dos testes da fase 3 da vacina contra a Covid-19 da farmacêutica Janssen, da Johnson & Johnson. O estudo tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e se soma a outras três iniciativas na busca pela imunização da população contra o vírus Sars-CoV-2. Diferentemente das demais, porém, essa é uma vacina de dose única.

A pesquisa tem previsão de ser concluída em dois anos, mas dados parciais poderão ser divulgados antes desse prazo. Todos os participantes do estudo serão avaliados por meio de exames sorológicos e questionário eletrônico que deverá ser respondido duas vezes por semana, no primeiro ano, e uma vez a cada duas semanas, no segundo ano.

“Desde o início da pandemia de Covid-19 a BP vem somando esforços no combate à doença, apoiando outras instituições e realizando pesquisas para entender a eficácia e a segurança de potenciais terapias para pacientes atingidos pelo vírus, como a Coalizão Covid-19 Brasil. Além disso, temos um histórico importante de realização de pesquisas clínicas para o desenvolvimento de novas drogas e atualmente temos mais de 60 estudos desse tipo em andamento na instituição. Por isso, é muito natural que sejamos parceiros da indústria para esse estudo tão importante para a população do mundo todo”, afirma Luiz Eduardo Loureiro Bettarello, diretor-executivo Médico e de Desenvolvimento Técnico da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O estudo de fase 3 da vacina da Janssen contra a Covid-19 deverá incluir até 7 mil brasileiros em 28 centros de pesquisa nos estados de São Paulo, Bahia, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Na BP, o recrutamento inicialmente será feito junto aos próprios colaboradores e médicos, que atuam na linha de frente do enfrentamento da doença.

Trata-se de um estudo clínico randomizado, duplo-cego e controlado por placebo desenhado para avaliar a segurança e eficácia da vacina em dose única versus placebo em aproximadamente 60 mil adultos, globalmente, com idades acima de 18 anos, incluindo uma parcela significativa de voluntários com mais de 60 anos. Além do Brasil, participarão dos estudos voluntários da Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, África do Sul e EUA. Os centros participantes foram escolhidos com base em modelos epidemiológicos e em colaboração com governos e autoridades de saúde dos países envolvidos. As áreas foram selecionadas em função da prevalência atual da doença, da demografia da população e exigências das autoridades regulatórias.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial