Press "Enter" to skip to content

#MostraTuaPele chama atenção para a prevenção ao câncer melanoma

Quando diagnosticado precocemente, o mais letal entre tipos de câncer de pele apresenta alta chance de cura

Com o verão batendo na porta, nem mesmo a pandemia é capaz de segurar a vontade dos brasileiros de colocar o corpo no sol. Por isso dezembro é o mês de conscientização sobre o câncer de pele, o tipo de tumor com maior incidência no Brasil. A mobilização pede uma atenção especial à prevenção do melanoma, o câncer de pele mais grave. Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), 8.450 novos casos serão diagnosticados no país em 2020.

Uma pesquisa do Instituto Datafolha mostrou que 78% dos brasileiros não sabem o que é melanoma.6 Por isso, é importante alertar que melanoma não escolhe raça ou etnia e pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. A manifestação da doença na pele se dá após o aparecimento de uma pinta escura de bordas irregulares que pode ser acompanhada de coceira e descamação.³

Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país, o melanoma representa apenas 3% das neoplasias malignas do órgão.[i] “O melanoma é o tipo mais grave de câncer de pele devido à possibilidade de provocar metástase, que é a disseminação da doença para outros órgãos,” afirma o oncologista Antonio Carlos Buzaid, co-fundador do Instituto Vencer o Câncer.

Se detectado precocemente, o prognóstico desse tipo de câncer pode ser considerado bom. Nos últimos anos, houve grande melhora no tratamento da doença, principalmente devido à detecção precoce do tumor e à introdução de novos medicamentos, como imunoterapia e terapia alvo, o que pode representar o aumento da sobrevida de pacientes com melanoma.

Ainda que o diagnóstico seja realizado por meio de exame clínico pelo médico dermatologista, outros especialistas são muito importantes no tratamento do paciente com melanoma, como o cirurgião e o oncologista, e em conjunto podem acompanhar o paciente em sua jornada.

Para alertar as pessoas da importância do acompanhamento médico regular e ficar atento aos sinais que aparecem na pele, a biofarmacêutica Bristol Myers Squibb (BMS), em parceria com o Instituto Vencer o Câncer (IVOC), preparou o movimento #MostraTuaPele.

A ação faz parte da campanha organizada pelo IVOC, que contará com um conjunto de ativações que ocorrerão entre os meses de dezembro e janeiro. Para levar essa luta ainda mais longe, a BMS convocou seis influenciadoras digitais do segmento de beleza que alertarão os usuários do Instagram sobre a doença e ainda incentivarão o público a usar um filtro de stories na rede social especialmente desenvolvido para a ação.

O movimento ainda joga luz sobre medidas preventivas. Como os outros tipos de câncer de pele, o melanoma pode ser prevenido evitando a exposição ao sol no horário das 10h às 16h, quando os raios ultravioletas são mais intensos, uma vez que o maior fator de risco para o seu surgimento é a sensibilidade ao sol.

Mesmo em outros períodos do dia, recomenda-se procurar lugares com sombra, usar proteção adequada, como roupas, bonés ou chapéus de abas largas, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas e barracas. Aplicar na pele, antes de se expor ao sol, filtro (protetor) solar com fator de proteção 30, no mínimo, que deve ser reaplicado a cada duas horas, além de usar filtro solar próprio para os lábios.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial