Press "Enter" to skip to content

Verão: dicas para uma boa alimentação na época mais quente do ano

Com a chegada da época mais quente do ano, que começa no final deste mês e vai até março de 2021, são necessários alguns cuidados extras com a alimentação e a hidratação, para enfrentar o calor de maneira segura e saudável.

Para isso, prestar atenção no que se ingere é fundamental. Segundo a nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Luisa Vargas, no calor, o organismo precisa de alimentos que hidratem e auxiliem a proteção das células contra os danos causados pelo sol, ricos em vitamina A, complexo B, C, licopeno e luteína. São eles: cenoura, abóbora, manga, mamão, pêssego, chá verde, pimentão vermelho, tomate, couve, brócolis, espinafre, ovos, oleaginosas, laranja, limão, abacaxi, morango, goiaba e uva.

Hidratação

É importante lembrar que além de investir em frutas da estação e alimentos com pouca gordura, o organismo precisa consumir mais líquidos e alimentos ricos em nutrientes que compensam as perdas de água e sais minerais decorrentes da transpiração.

Em relação aos riscos da falta de hidratação, Luisa explica: “Nos casos leves e moderados, os sintomas são sede, pressão baixa, fraqueza, cansaço e sonolência. À medida que a desidratação se agrava, os sintomas são câimbras, insuficiência renal e convulsões. Casos de desidratação extrema levam o indivíduo ao estado de coma e até à morte.

O problema se torna grave principalmente quando afeta crianças e idosos, que não conseguem identificar essa sensação de maneira correta, não tomam água ou não solicitam na medida que o corpo necessita. “É comum que crianças e idosos esqueçam de beber água. Por isso, quem convive com esses dois públicos deve fazer a oferta de água regularmente”, afirma a nutricionista.

A média padrão de consumo de água é de dois a três litros por dia para um indivíduo adulto. Entretanto, essa quantidade pode variar de acordo com a elevação da temperatura, o quanto a pessoa transpira e o que ela consome, como por exemplo as bebidas alcoólicas, que prejudicam a boa hidratação quando ingeridas em excesso. Para saber a quantidade ideal de água que cada um deve ingerir, a especialista diz: “podemos fazer o cálculo de 35ml de líquidos dividido pelo peso. Ou seja, uma pessoa que pesa 70kg deve ingerir 2,45L. Para que não reste dúvidas, vale também ficar atento à cor da urina, que deve ser de coloração amarelo claro”.

Não exagere no sal

A nutricionista alerta que o consumo excessivo de cloreto de sódio, presente no sal de cozinha, é um grande vilão para a saúde. Isso porque, se consumido de forma exagerada, ele pode provocar a retenção de líquidos e o entupimento dos vasos, levando à hipertensão arterial. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário não ultrapasse 5 gramas, ou uma colher rasa de chá.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial