Press "Enter" to skip to content

Saúde 5.0 por uma jornada do paciente mais eficaz

Por Claudia Toledo, General Manager de Clinical Solutions da Elsevier Brasil

Muito se fala sobre a transformação digital na área da saúde. Apesar de haver entraves de regulamentação e da necessidade de rápida mudança de cultura de instituições e profissionais, a iminência da utilização da tecnologia para atendimento do paciente já bateu às nossas portas com a ocorrência da pandemia em 2020.

É essencial entendermos que a transformação digital da saúde – ou Saúde 5.0 – tem como foco o bem estar do paciente. Para exemplificar vou utilizar o conceito de Jornada do Paciente criado pela Elsevier. Esta jornada atua nas seguintes etapas: prevenção, diagnóstico, tratamento e cuidado em casa. A tecnologia pode/deve estar presente em cada uma delas, de modo a colaborar com a tomada de decisão dos profissionais que atuam em cada fase, aumentar a assertividade do tratamento e engajar o paciente e as pessoas que o assistem fora dos hospitais e consultórios.

Um dos elementos essenciais nesse cenário é a Solução de Apoio à Decisão Clínica, que traz dados e informações seguros, baseados em evidências e de rápida atualização. Também fornece apoio que será utilizado por todos os agentes envolvidos na Jornada do Paciente.

Para exemplificar a utilização das Ferramentas de Apoio à Decisão Clínica nas rotinas de cuidado, vamos utilizar o caso de um paciente que sente uma forte dor de cabeça e, num futuro próximo e ideal, pode contar com a tecnologia ao seu favor em toda a sua Jornada de cura.

Primeiramente, ele entra no site da sua seguradora de saúde ou do hospital que costuma utilizar. Vai inserindo informações no sistema: o que ele sente, com que frequência, com qual intensidade e assim por diante. Em cada etapa, a Solução de Apoio dá pílulas de informação que orientam e educam, no sentido de aumentar o conhecimento e o engajamento deste paciente nos próprios processos de cuidado.

Baseado na triagem realizada de maneira digital, o paciente é informado se deve se dirigir a um pronto-atendimento, agendar uma consulta ou chamar uma ambulância. Em todos os casos, os dados preenchidos nesta triagem digital já são automaticamente inseridos em seu prontuário eletrônico. As Soluções de Apoio à Decisão Clínica facilitam o fluxo de trabalho. A informação percorre o caminho de maneira fluída e simples, integrada ao prontuário.

No hospital ou no consultório, o médico vai acessar as informações do paciente. Com a ajuda de uma Inteligência Artificial e de dados estruturados, ele é capaz de chegar a um diagnóstico mais assertivo. Ao prescrever o tratamento, o clínico tem à sua disposição um check-list que padroniza o atendimento de maneira a cuidar do paciente de maneira eficiente.

Utilizando estas ferramentas, os médicos evitam submeter o paciente a exames, tratamentos e idas e vindas ao hospital/consultório desnecessários.

Uma vez que a prescrição foi realizada, o paciente segue para a enfermagem e/ou para a farmácia, onde será tratado. O profissional que vai realizar o cuidado recebe o plano terapêutico. Com todo o tratamento feito, o paciente segue para a última etapa da sua Jornada: o cuidado em casa.

A tecnologia segue colaborando com sua cura: ele tem à disposição mecanismos de comunicação feitas para facilitar seu entendimento. Um exemplo deste tipo de material é a utilização de vídeos e ilustrações para explicar a importância do tratamento de maneira simples e que colabora com o engajamento.

Equipes multidisciplinares podem entrar em contato com o paciente e/ou com seus cuidadores e se comunicar sem constrangimento pela falta de compreensão. Para estreitar essa troca, basta utilizar uma ferramenta para ajudar.

Também é possível a utilização de wearables e mecanismos de teleatendimento, que ajudam a agilizar o atendimento e a conferência da evolução do quadro sem a necessidade de deslocamentos e que também diminuem ansiedades e angústias.

A Jornada então é finalizada com todo o benefício de assertividade, eficiência e segurança para o principal componente deste mecanismo: o paciente.

Toda essa tecnologia já está disponível para utilização do setor de saúde. A pandemia nos mostrou que é possível acelerar a implementação de muitas destas etapas e o nosso desafio é a mudança do mindset. Como em diversos setores, existe a certeza de que a transformação digital já está em andamento. Cabe a todos os envolvidos nas jornadas de saúde se adaptarem aos novos tempos. Neste cenário, todos têm a ganhar.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial