Press "Enter" to skip to content

Palavra de especialista: idosos podem fazer cirurgias plástica?

Para o dr. Lucho Montellano, a resposta é sim. De acordo com ele, não há limite de idade para realizar esses procedimentos, e o que importa são as condições de saúde do paciente

Engana-se quem pensa que as cirurgias plásticas são restritas apenas aos mais jovens. A procura por esses procedimentos cresce a cada ano, e entre os idosos não é diferente. Afinal, estar na terceira idade não é impeditivo para cuidar da saúde. “Não existe um limite cronológico para fazer esses procedimentos. Atualmente, é bem comum encontrarmos pacientes de 70 e até 80 anos nos consultórios”, explica o cirurgião plástico Lucho Montellano.

Segundo o especialista, a procura por cirurgias plásticas nessa faixa etária está mais ligada à necessidade do que à estética. “Por exemplo, a cirurgia das pálpebras, uma das mais procuradas pelos idosos, geralmente tem uma indicação reparadora, pois a flacidez da pele pode atrapalhar a visão”, exemplifica. “Outro procedimento muito comum na terceira idade é a retirada de tumores de pele”, complementa.

Ainda de acordo com o médico, o que vale nesses casos são as condições de saúde do paciente, não sua idade. “Nas consultas do pré-operatório, nós fazemos uma avaliação mais criteriosa dos idosos, exigindo exames mais minuciosos, como a realização de uma avaliação completa com um cardiologista”, pontua Montellano. “Por isso, é fundamental procurar um profissional de confiança, que irá analisar o caso de cada paciente”, reforça.

Ele ressalta que cirurgias plásticas na terceira idade requerem cuidados especiais. “Não é recomendado fazer mais de um procedimento ao mesmo tempo, porque o tempo cirúrgico deve ser o menor possível, para o paciente ficar pouco tempo sob efeito da anestesia”, exemplifica. “O processo pós-cirúrgico varia muito de caso para caso, mas em geral a cicatrização é mais lenta em pessoas idosas”, conclui.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial