Press "Enter" to skip to content

Médico a distância: quais tecnologias facilitam os cuidados com a saúde?

A pandemia da COVID-19 acelerou a implementação de inovações nos serviços de saúde adotados pelas empresas. Entre as novidades que deixaram de ser apenas uma tendência para se tornarem protagonistas do momento, o médico a distância é um grande destaque. Contudo, nem todo mundo sabe que esse tipo de prática medicinal vai muito além da consulta online.

Neste artigo, a Sharecare, empresa líder mundial na combinação de saúde digital com gestão de saúde integrada, vai mostrar as principais tecnologias que se relacionam com esse serviço, como elas funcionam, os benefícios que trazem e por que são tão importantes para que as empresas conquistem resultados melhores com seus colaboradores. 

Pronto Atendimento Digital (telemedicina)

telemedicina é um dos grandes marcos da transformação digital na saúde. O conceito se refere à prática de atendimento e suporte diagnóstico de maneira remota. Isso inclui ainda a interpretação de exames e emissão de laudos a distância. Trata-se de um serviço de cooperação e assistência remota, cujo objetivo é ampliar a capacidade das clínicas.

O Pronto Atendimento (PA) Digital é parte essencial do serviço: por meio de uma infraestrutura tecnológica simples (softwares e conexão com a internet), o paciente é colocado em contato com a equipe médica ou de enfermagem. Somado a isso, esses profissionais atuam em conjunto para otimizar os processos necessários para o tratamento.

A análise de exames e a emissão de laudos são dois bons exemplos disso. Em alguns casos, uma equipe trabalha exclusivamente com essas atividades, agilizando o envio de informações para o atendimento nas clínicas e nos hospitais.

A plataforma virtual também é utilizada para centralizar esses dados, garantindo que todo especialista consultado pelo paciente tenha acesso à sua ficha completa e atualizada. Vale destacar que o PA Digital também é um ambiente valioso para fornecer orientações de emergência e educar as pessoas, para que desenvolvam hábitos que melhorem sua saúde e bem-estar.

Na prática, é uma solução que reduz o volume de visitas ao pronto-socorro, algo fundamental não só em tempos de pandemia — afinal, esse costuma ser um gargalo que gera custos e desperdício nos serviços.

Inteligência Artificial (IA)

O potencial de uso da IA na saúde é grande, sendo essa uma das tecnologias com maior leque de aplicações na área. Um dos pontos de destaque é o diagnóstico. Hoje, é possível tirar proveito de softwares baseados em Inteligência Artificial para analisar imagens do organismo e fornecer informações mais precisas sobre os órgãos.

Algoritmos também são utilizados para processar grandes volumes de dados (Big Data), sobretudo por meio das próprias imagens de exames. O papel da tecnologia aqui é cruzar dados para identificar padrões que possam sugerir um diagnóstico específico. Assim, a própria IA chama a atenção do médico para eventuais problemas em estágio inicial, em que são mais difíceis de serem notados.

Mesmo que não seja algo investigado pela equipe médica, o software pode identificar a anomalia e gerar uma notificação para que aquilo seja analisado. Temos, então, uma tecnologia que otimiza o armazenamento dos dados, aumenta a precisão dos diagnósticos, melhora as tomadas de decisão e ajuda a promover tratamentos de problemas ainda em suas fases iniciais.

Alta Hospitalar

O conceito de médico a distância pode ser ainda mais produtivo quando vem acompanhado de tecnologias inovadoras e estratégias inteligentes. O Alta Hospitalar, da Sharecare, é um bom exemplo disso. O programa foi desenvolvido com o objetivo de promover o acompanhamento necessário para reduzir os casos de reinternação do paciente nos 30 dias após o recebimento de alta.

Seguindo um modelo já consolidado nos Estados Unidos, a Sharecare conta com uma equipe de especialistas para fazer esse acompanhamento depois da saída do hospital ou clínica. Um dos benefícios é fazer com que as pessoas sigam corretamente as orientações médicas, algo que nem sempre acontece e acaba causando a reinternação.

O foco é o bem-estar do paciente e o atendimento é feito por telefone. A enfermeira responsável liga, reforça as orientações pós-alta focadas na recuperação, esclarece dúvidas e orienta o paciente sobre quaisquer sinais e sintomas que precisem de atenção.

Diante de qualquer um desses possíveis problemas, a pessoa tem uma central clínica com uma equipe médica e de enfermagem à disposição 24h. É um serviço bastante simples e que traz um grande retorno sobre o investimento (ROI).

Aplicativo móvel

Aplicativo Sharecare é uma ferramenta que oferece aos pacientes o acesso facilitado às informações relacionadas à própria saúde. Assim, cada pessoa pode entender melhor suas condições e o que precisa fazer para melhorar a qualidade de vida, melhorar seu nível de bem-estar e evitar o agravamento de eventuais problemas.

Empresas que adotam essa solução promovem o empoderamento dos colaboradores no que diz respeito ao autocuidado. Eles são colocados no centro do sistema de saúde: podem checar seu histórico, acessar conteúdos educativos e consultar serviços personalizados, por exemplo.

Para os gestores, a Plataforma Sharecare oferece um dashboard com informações populacionais que ajudam no desenvolvimento de ações estratégicas. Além disso, são fornecidos materiais para promover o engajamento dos funcionários: peças de comunicação interna digital, templates para e-mail, cartazes, apresentações etc.

Além de facilitar a análise dos dados, a plataforma oferece uma visão panorâmica completa da saúde populacional e gera relatórios em tempo real.

Enfermeira Sara

Enfermeira Sara é uma solução que conduz interações estratégicas via ChatBot. Esses robôs virtuais foram criados para estabelecer um diálogo com os usuários no ambiente digital. A solução contribui para melhorar a experiência dos participantes dos programas clínicos Sharecare, além de promover mais engajamento nos cuidados com a saúde.

Para complementar, a Enfermeira Virtual Sara coleta dados que são utilizados para alimentar o prontuário eletrônico dos pacientes. Logo, as equipes médicas passam a contar com informações mais detalhadas das condições de saúde e do comportamento de seus pacientes.

Na prática, essa tecnologia ajuda a solucionar problemas simples, otimiza o tempo das equipes médicas, automatiza e centraliza o uso de dados, reduz custos relacionados ao uso dos serviços e melhora a experiência dos participantes. São benefícios valiosos para quem quer melhorar a qualidade de vida da população e promover uma gestão de saúde mais eficaz.

Como você pôde ver, os avanços do médico a distância vão além do atendimento virtual. Com soluções que cobrem toda a jornada do paciente, é possível desenvolver um modelo de Saúde 4.0 na empresa e colher os frutos a curto e longo prazo. Então, coloque essas tecnologias para trabalhar a seu favor.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial