Press "Enter" to skip to content

Telemedicina: uma realidade que veio para ficar

Gustavo Guimarães, diretor de Tecnologia e Saúde da D’Or Consultoria, reforça a importância da telemedicina e a relevância do tema para o momento

Foto – Em cima, da esquerda para direita: William Anthony (JRS); Flavio Zidan (Unimed); Tereza Veloso (SulAmérica). Abaixo: Gustavo Herbstrith (Santa Casa de Porto Alegre) e Gustavo Guimarães (D’Or Consultoria)

Adaptação, acomodação e maturidade são algumas das palavras-chave mencionadas por Gustavo Guimarães, diretor de Tecnologia e Saúde da D’Or Consultoria, ao participar do programa Seguro Sem Mistério, veiculado pelo canal do JRS, no Youtube, em painel que discutiu o tema: Telemedicina – Democratizando o acesso à saúde.

Segundo o médico e executivo, há muitos indicadores importantes sobre o rápido avanço da telemedicina no Brasil, incluindo a grande oferta, seja por startups, plataformas de tecnologia, serviços embutidos nos atuais seguros e até iniciativas públicas.

Guimarães destacou que esse processo precisa passar por questões regulatórias, seja para indicar e explicar um pouco melhor a forma de conduta ou como precificar. Contudo, é possível constatar que a telemedicina é um evento “muito rico para democratizar o acesso à saúde” e que pode ser aperfeiçoada por quem oferece esse serviço.

Treinamentos

Algumas iniciativas da D’Or Consultoria foram mencionadas, como a aposta em especialização de médicos e equipes que atuam na telemedicina. “São cursos de empatia digital, muito importantes para que o paciente possa ter uma percepção melhor do que se passa no atendimento. Isso aumenta o grau de satisfação e a interação do paciente com o médico”, explicou Dr. Gustavo.

A aposta em treinamentos dos médicos e das equipes é importante para evitar problemas como a falta de atenção do médico ao que é falado pelo cliente, seja por conversas paralelas, leitura de mensagens no celular ou de e-mails, algo habitual nas relações digitais modernas.

Demais atendimentos – Durante a conversa, Gustavo falou sobre a utilização de telemedicina para atendimentos psicológicos ou nutricionais. “Os serviços de psicologia são importantes para enfrentar dificuldades no trabalho, luto ou vivência de familiares internados. Também temos nutricionistas e outros profissionais para cuidar de problemas causados pelo estresse, ansiedade e mudanças de rotina”, observou.

Na visão do diretor da D’Or Consultoria, a pandemia acabou acelerando a inserção da telemedicina como ferramenta adicional e chamou mais a atenção da população à saúde, acelerando o processo de engajamento e até mesmo aquisição de produtos relacionados ao cuidado.

Por fim, Guimarães sugeriu sempre buscar referências sobre médicos e equipes que trabalham na telemedicina e atentar-se à qualidade do atendimento. Nesse contexto, ele citou ainda a importância do corretor de seguros no processo de comercialização das melhores opções de telemedicina disponíveis aos clientes, expertise da D’Or Consultoria.

Além de Gustavo Guimarães, participaram Flavio Zidan, da Seguros Unimed; Tereza Veloso, da SulAmérica; e Gustavo Herbstrith, Médico Residente de Neurocirurgia da Santa Casa de Porto Alegre.

A edição completa do programa está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vZgknRTCzuo

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial