Press "Enter" to skip to content

Central Nacional Unimed lança projeto para startups

No ‘Desafio de Inovação Unimed’, as empresas poderão criar projetos e soluções, além de participar de mentorias com os melhores especialistas do setor

A Central Nacional Unimed está com inscrições abertas para o Desafio de Inovação Unimed . O projeto conecta a Tronko, nova célula de inovação da cooperativa, com startups, por meio da plataforma de open innovation, 100 Open Startups. Na prática, a cooperativa nacional do Sistema Unimed pretende abrir espaço para que startups interessadas apresentem projetos e soluções aos obstáculos enfrentados no dia a dia de sua operação. “O desafio proporcionará mentorias com os melhores especialistas do setor, networking, visibilidade e oportunidade de negócios, além de apoio no desenvolvimento de ideias transformadoras dentro do maior sistema de cooperativas médicas do mundo, responsável pela assistência médica de 17 milhões de brasileiros”, ressalta Alexandre Ruschi, presidente da Central Nacional Unimed.

Ao todo serão selecionados até 30 startups nas áreas de Automatização para Captura e Conferência de Notas Compliance de Fornecedores Fiscais, Gestão de Facilities, Gestão do Conhecimento em Compras, Suprimentos Hospitalares, Reserva de Espaço Físico, Orçamentação, Contratação de Serviços e Suprimentos Hospitalares, Gestão de Custos Comerciais, Automatização para Captura e Conferência de Notas Fiscais. A escolha das soluções será realizada internamente pelos executivos da operadora, que usarão como critérios as informações oferecidas pelas startups no momento da inscrição.

A partir daí, a startup poderá ser convidada a apresentar a solução e implantar um projeto-piloto. “Com base no resultado, a empresa poderá ser habilitada a desenvolver parcerias na forma de prestação de serviços ou de fornecimento de produtos inovadores, de acordo com a maturidade e com a consistência da startup e da solução apresentada”, explica Ruschi. O executivo reforça que o desafio compõe a série de iniciativas da cooperativa em 2021, para acelerar a resolução de cenários e disseminar a cultura de inovação internamente.

Para Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups, parceira do projeto, essa é uma oportunidade importante para as jovens empresas. “As startups poderão atuar em projetos de open innovation e ver suas soluções crescerem na prática. Sem contar que estarão em contato com o mercado de saúde, que cresce a cada ano e fomenta a existência de novos negócios. Nós acreditamos que, quando há colaboração do ecossistema de inovação, soluções incríveis podem acontecer. Estamos felizes em compartilhar deste momento”, diz.

Inovação em pauta

Ao longo de 2021, a Central Nacional Unimed prepara uma série de investimentos que irão nortear os negócios da cooperativa. Recentemente realizou a palestra “O Médico de 2030 – Ampliar conhecimento. Explorar o futuro”, por meio do canal próprio no YouTube, que abordou o impacto da inovação na Saúde e apresentou sua nova parceira: a SingularityU Brazil. Juntas, irão lançar o novo hub de inovação, o Learning Village, que auxiliará no fortalecimento e no fomento da inovação e educação no setor de saúde, por meio da aplicação de tecnologias exponenciais, desenvolvimento de pessoas e colaboração no ecossistema.

Com esses novos projetos, a CNU pretende se antecipar às tendências e se tornar protagonista em novas tecnologias dentro do setor de Saúde Suplementar. “Nosso objetivo é fomentar e fortalecer a inovação, a educação na área de saúde e o cooperativismo. Acreditamos que planejar e compartilhar o que aprendemos no presente, nos sustentará e impulsionará para um futuro que contribuirá, não somente com a cooperativa, mas com o setor como todo”, disse Alexandre Ruschi, presidente da Central Nacional Unimed.

Serviço:
Evento: Desafio de Inovação Unimed
Data de inscrição: até 14 de março
Link para inscrição: https://www.openstartups.net/events/unimed/

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial