Press "Enter" to skip to content

Pro Matre conquista reacreditação da Joint Commission International (JCI)

Instituição recebe pela terceira vez o selo internacional, confirmando sua excelência na segurança do paciente e qualidade do atendimento.

O Hospital e Maternidade Pro Matre, referência em neonatologia, gestações múltiplas e de alto risco, bem como, em saúde integral da mulher, acaba de receber a reacreditação da Joint Commission International (JCI). O reconhecimento atesta que as práticas do hospital estão em conformidade com as exigências e padrões de qualidade e segurança do paciente da mais importante acreditadora internacional em saúde. Esta é a terceira vez que a Pro Matre passa pelo processo de avaliação e recebe a chancela, as outras duas ocorreram em 2015 e 2018.A conquista mantém a instituição no seleto grupo de aproximadamente 40 hospitais brasileiros reconhecidos pela entidade internacional. Além disso, a Pro Matre também integra os 694 hospitais que possuem essa acreditação em todo mundo, de acordo com dados da própria JCI. Fundada nos Estados Unidos, a Joint Commission International é uma organização sem fins lucrativos que trabalha na promoção e melhoria na qualidade do cuidado e serviço de hospitais, oferecendo ensino, publicações, serviços de consultoria e certificações internacionais.

Em função da pandemia da COVID-19, a avaliação este ano foi realizada 100% em formato virtual. Durante o processo, foram avaliados cerca de 1.400 critérios para mensurar qualidade e segurança tanto na assistência a pacientes e de seus familiares como em relação as condições de trabalho e segurança do ambiente como um todo foram analisados rigorosamente.

Sandra Baltieri, gerente de Qualidade do Grupo Santa Joana, ressalta que a conquista é resultado de um trabalho multidisciplinar realizado em parceria com diversas equipes, que seguem os preceitos da instituição de trabalhar com qualidade e segurança. “A reacreditação atesta a qualidade e segurança dos processos e protocolos adotados na Instituição. O cenário conturbado que vivemos com a pandemia não impediu de alcançarmos este excelente resultado”, destaca.

Excelência na pandemia
A busca contínua da Pro Matre por melhoria resulta em uma taxa de infecção hospitalar baixíssima (0,3%), nove vezes menor que a média nacional (2,8%). Outro índice importante é o de mortalidade materna: 10 vezes menor do que a média brasileira.

Segundo Dr. Lívio Dias, infectologista do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) da Pro Matre, apesar dos desafios impostos pela pandemia de COVID-19, a vasta experiência em preparação para emergências globais, por meio inclusive de simulações, possibilitou à instituição prestar assistência adequada para as pacientes e colaboradores. Mesmo nesse cenário adverso, o hospital conseguiu ainda melhorar seus indicadores. “Nossa maior preocupação sempre foi manter a segurança e qualidade sem renunciar à humanização. Em 2020, tivemos nossa menor taxa histórica de infecção na UTI neonatal e não registramos nenhum caso de transmissão intra-hospitalar de COVID-19”, conta Dias.

A maternidade, que já é referência no país, passa constantemente por aprimoramentos em relação à estrutura, processos, protocolos e gestão de pessoas, sempre buscando manter a excelência já conhecida. Atualmente, a instituição tem o certificado da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS), que reforça o uso da tecnologia como suporte à saúde e promove ações focadas em melhorar os processos hospitalares por meio do uso de tecnologia da informação.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial