Press "Enter" to skip to content

Telemedicina do Qsaúde cresce mais de 370% nos últimos seis meses

Resolutividade e segurança da teleconsulta são os principais atrativos do serviço, segundo os usuários

A operadora de planos de saúde Qsaúde registrou aumento de mais de 370% nas teleconsultas realizadas por seus beneficiários com médicos do serviço de telemedicina do Einstein nos seus primeiros meses de funcionamento. É o que aponta levantamento recente da companhia, realizado entre novembro de 2020 e março de 2021. Só no primeiro trimestre deste ano, o crescimento foi de 132% e pode ser relacionado ao recrudescimento da pandemia em São Paulo.

Ainda segundo a pesquisa, entre as principais queixas médicas que levaram os clientes a buscar o atendimento online estão infecção aguda das vias aéreas superiores (gripes e resfriados), sintomas associados ao Covid-19 e quadros gastrointestinais. No geral, a taxa de resolutividade dos casos atendidos é de 80%. Com isso, o atendimento remoto evita que 8 a cada 10 pacientes sejam encaminhados a um serviço de urgência e emergência e fiquem expostos aos riscos decorrentes de um ambiente hospitalar.

“Oferecemos a todos os beneficiários o serviço de telemedicina com médicos do Einstein, disponível 24 horas. O modelo alia agilidade, conforto e, principalmente, segurança. Acompanhamos de perto os indicadores de resolutividade e os motivos que fazem os clientes a realmente necessitarem do pronto-atendimento. Dessa forma, nosso time de saúde monitora a evolução de cada caso, realiza visitas hospitalares e auxilia na elaboração de um plano de cuidado que contemple estratégias de prevenção e promoção de saúde”, afirma o diretor médico do Qsaúde, o cardiologista Ricardo Casalino.

Telemedicina no Brasil

Após um ano da permissão ao uso da telemedicina no país em caráter emergencial, o atendimento a distância segue crescendo na saúde suplementar e, também, no sistema público de saúde.

Segundo dados da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), as 15 operadoras associadas juntas – entre elas as maiores do país -, chegaram a realizar, em média, 250 mil consultas por mês em 2020.

No Sistema Único de Saúde (SUS), foram mais de 1,8 milhão de teleconsultas até julho de 2020².

Benefícios da telemedicina

Conceitualmente definida pelo uso de recursos digitais de comunicação e tecnologia para troca de informações de saúde a distância, a telemedicina traz muitos benefícios à população. Em meio à crise sanitária global, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) apoia a implementação da telemedicina, que já era utilizada em países como Inglaterra, Portugal, Estados Unidos, Austrália, Índia e Japão.

Além da resolutividade de grande parte de casos não caracterizados como urgências ou emergências médicas, a teleconsulta garante mais segurança ao evitar o deslocamento até uma unidade de saúde, em um momento no qual o isolamento social é uma das principais formas de prevenção do contágio do coronavírus. Ainda oferece maior acessibilidade àqueles que, seja por imobilidade ou questões geográficas, não podem ir até um profissional de saúde.

Imagem: Baby photo created by rawpixel.com – www.freepik.com

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial