Press "Enter" to skip to content

Maioria das empresas planeja retorno das atividades presenciais de agosto a outubro, revela pesquisa

Levantamento inédito da corretora It’sSeg mostra que 62% das companhias planejam volta aos escritórios neste ano

O avanço da campanha de vacinação da covid-19 em todo o país e a consequente redução no número de óbitos e casos tem motivado boa parte das empresas a retomar as atividades de forma presencial. É o que aponta pesquisa inédita realizada pela It’sSeg, terceira maior corretora de seguros do país especializada em gestão de benefícios. De acordo com o levantamento, 62% das companhias pretendem que seus colaboradores voltem aos trabalhos presenciais ainda neste ano. Desse total que planeja voltar de alguma forma em 2021, 40% querem retornar aos escritórios ainda em agosto; 12% em setembro; 24% em outubro; 16% em novembro e 8% em dezembro.

O estudo foi realizado nacionalmente de 26 de julho a 6 de agosto deste ano, contando com a participação de 81 companhias de todos os portes e segmentos. O objeto desta pesquisa era identificar como os clientes da It’sSeg planejam o retorno às atividades presenciais e como a consultoria poderia auxiliar nesse processo.

“Detectamos uma forte tendência do retorno das atividades presenciais ainda neste ano. O progresso da vacinação tem ajudado nessa decisão, combinado ainda com a queda de casos e óbitos por covid. Em toda a pandemia pudemos ajudar nossos clientes com diversas atividades e serviços consultivos e agora não poderíamos deixar de agir diferente. Toda retomada precisa ser feita com muita cautela e é nesse sentido que estamos mais uma vez dispostos a contribuir” explica Thomaz Menezes, presidente da It’sSeg.

A pesquisa revela que, 82% das empresas que pretendem retomar o farão de forma híbrida, 16% voltarão totalmente presencial e 2% permanecerão em modelo totalmente home office.

O levantamento também procurou entender se essas empresas adotariam alguma estratégia de retorno gradativo. Do total respondente, 64% afirmaram positivamente. Entre as medidas adotadas, prevalecem a volta por faixa etária (35%), área da empresa (34%), pessoas com riscos ou comorbidades (14%), cargo (6%) e outros (14%).

Outro aspecto abordado na pesquisa foi sobre adoção de medidas de segurança e prevenção no ambiente de trabalho. Quase que a totalidade dos participantes (95%) adotarão práticas nesse sentido. Entre elas, aparecem: obrigatoriedade do uso de máscaras (89%), espaçamento entre os lugares/ locais de trabalho (85%), aferição de temperatura (72%) e flexibilização dos horários (54%).

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial