Press "Enter" to skip to content

Com a deficiência do SUS, Vidia adere a procedimentos voltados para a saúde da mulher

Mais de 300 mil necessitam de cirurgias eletivas para resolução de problemas ginecológicos

Mesmo com a baixa nos casos de Covid-19, o SUS (Sistema Público de Saúde) ainda encontra dificuldades para realizar cirurgias eletivas, consideradas não emergenciais. Segundo o Ministério da Saúde, em 2020 houve queda de 32% nos procedimentos realizados, foram 6 milhões de cirurgias, em comparação com os 8,8 milhões de 2019.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no ano de 2020 foram registrados 16.710 mil casos de mulheres que apresentavam doenças de colo de útero e precisaram recorrer a procedimentos ginecológicos também considerados eletivos.

Por isso, a Vidia, primeira plataforma digital que oferece pacotes cirúrgicos em hospitais particulares para quem não possui plano de saúde, aderiu aos procedimentos voltados para as mulheres, como Perineoplastia, Histerectomia, Histeroscopia, Miomectomia e Bartolinectomia, oferecendo uma solução.

No Brasil, cerca de 100 mil mulheres precisam realizar a miomectomia para remoção de miomas que se originam por disfunção hormonal. Outro procedimento oferecido pela plataforma, é a histeroscopia, que tem a função de retirar pólipos endometriais, geralmente benignos que se desenvolvem na cavidade uterina e causam sangramento abundante, com o risco de se transformarem em patologia maligna e evoluírem à câncer se não tratado. Já a histerectomia, é direcionada para aquelas que têm a necessidade de realizar a retirada do útero.

“O sangramento uterino anormal, que diz respeito à miomectomia e histerectomia, é uma das coisas mais importante na vida da mulher. Hoje se faz 300 mil cirurgias de histerectomia por ano, tendo 1500 mulheres esperando na fila do SUS. São muitas as que precisam de um tratamento e isso é frequente no mundo feminino”, explica o doutor Carlos Antonio Del Roy, médico ginecologista, professor e preceptor da Unifesp .

O risco da histerectomia – o problema deixa a mulher com pólipos e miomas, é o sangramento. Todos esses tratamentos precisam da videocirurgia, e o SUS, na maioria das vezes, não consegue quantidade de insumos suficientes, já que o material precisa ser descartado.

Thiago Bonini, CEO de Vida, enfatiza o quão importante é agregar a saúde da mulher nos tempos de hoje. “Os efeitos do período pandêmico, colocou a saúde feminina em segundo plano, provocando atraso no diagnóstico que poderia evitar o desenvolvimento da doença para algo mais grave, por isso priorizamos disponibilizar esses procedimentos na nossa plataforma”.

O Brasil, considerado líder de procedimentos íntimos femininos, registra em média de 21 mil por ano, entre jovens de 18 a 35 anos, segundo um levantamento da ISAPS (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética). Esse é o caso da Ninfoplastia, que consiste na redução dos pequenos lábios vaginais em mulheres que têm hipertrofia dessa área, que acabam sendo realizado quando os lábios são muito grandes, e causam desconforto nas relações sexuais ou baixa auto-estima.

As últimas duas cirurgias ofertadas pela Vidia, é a Bartolinectomia onde é feita a retirada das glândulas de Bartholin, a fim de evitar cistos e abscessos. E por último a Perineoplastia, que realiza uma reconstrução do períneo, parte importante para a sexualidade e a reprodução. “Muitas mulheres que chegam ao consultório acabam confundindo esse procedimento com a incontinência urinária, mas ambas são distintas, sendo a perineoplastia, uma afroxidão da vaginal. E o SUS só consegue operar quatro mulheres por mês, o que aumenta a fila drasticamente”, conta o Dr. Del Roy.

O médico alerta ainda que a demora por um prognóstico, leva a evolução de patologias, como uma anemia, queda de cabelo, unhas quebradiças, dores crônicas e perda de urina ao esforço. “É importante durante uma consulta ao ginecologista falar as necessidades e ele ouvindo vai oferecer a melhor estratégia para o tratamento”, conclui o ginecologista.

Imagem: Woman photo created by freepik – www.freepik.com

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial