Press "Enter" to skip to content

Cuidado materno e neonatal são o foco do Dia Mundial da Segurança do Paciente em 2021

UnitedHealth Group Brasil, responsável por 33 hospitais no país, tem como prioridade a garantia de direitos fundamentais para o parto

A Organização Mundial da Saúde (OMS) dedica a data de 17 de setembro para celebrar o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Este ano, o foco da campanha é o “cuidado materno e neonatal seguro”. No país, o UnitedHealth Group Brasil é uma referência no assunto. Dos 33 hospitais do grupo, 16 contam com serviço de maternidade e realizam, mensalmente, cerca de 1.800 partos. Entre as suas iniciativas diversificadas de cuidado materno e neonatal estão o reforço de equipes obstétricas plantonistas, criação de salas de pré-parto, cursos de gestantes gratuitos (inclusive online), lives informativas e apoio a causas sociais voltadas para a temática.

O grupo é um dos cerca de 40 integrantes da Aliança Nacional para o Parto Seguro e Respeitoso, promovido pela Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (Sobrasp) e alinhada com a campanha deste ano da OMS. Na próxima segunda-feira (20/9), a Aliança irá propor ao Congresso Nacional um compromisso formal para os governos e os conselhos de medicina para o cumprimento de 10 diretrizes indispensáveis para o público obstétrico e neonatal. São elas: equidade do cuidado, respeito, fortalecimento de redes de atenção, promoção do parto adequado, prevenção à mortalidade materna, acompanhamento pré-natal adequado, prevenção da prematuridade, letramento da gestante, empoderamento e engajamento, e participação da família e da comunidade durante a assistência.

“Já utilizamos essas diretrizes em nossas unidades e as reforçamos regularmente. Seja por meio da informação, seja através de um ambiente que passe à gestante a segurança de tomar as melhores decisões para ela e para o seu bebê. Tudo para aumentar o empoderamento antes, durante e após o parto, garantindo um parto respeitoso e seguro em todas as ocasiões”, destaca Taissa Sotto Mayor, diretora de Qualidade Clínica e Segurança do Paciente do UnitedHealth Group Brasil.

Além do cuidado materno e neonatal, o UnitedHealth Group Brasil tem como meta o cumprimento integral do Plano de Ação Global pela Segurança do Paciente, lançado pela OMS em 2021, que atuará como um direcionador mundial para os próximos dez anos. Ele aponta sete pilares para que organizações de saúde de todo o mundo garantam um ambiente ainda mais seguro para seus pacientes: fortalecer o compromisso com a eliminação de danos evitáveis; estruturar sistemas de saúde de alta confiabilidade; garantir a segurança dos processos clínicos; engajar e empoderar pacientes e suas famílias no cuidado; inspirar, educar, habilitar e proteger os trabalhadores da área da saúde; garantir fluxo constante de informação e conhecimento para o fortalecimento da segurança assistencial; e desenvolver e sustentar a sinergia multisetorial e multinacional.

“Acreditamos que a segurança do paciente tem que ser uma preocupação constante e as melhorias devem ser contínuas. Esse plano de ação nos indica que estamos no caminho certo, pois temos iniciativas voltadas para todos esses pilares, como: discussões clínicas para definição de protocolos baseados em evidências, participação em fóruns e comitês internacionais para trocas de melhores práticas, realização de avaliações periódicas de cultura de segurança do paciente, monitoramento sistemático de indicadores de qualidade clínica, e o incentivo a programas de educação corporativa, ensino e pesquisa, entre outros”, comenta Taissa Sotto Mayor.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial