Press "Enter" to skip to content

Cuidados bucais reduzem chances de parto prematuro

Doença periodontal, causada pela higiene bucal inadequada, aumenta em três vezes riscos durante a gestação

A doença periodontal é caracterizada por infecções que atingem os tecidos da gengiva e podem se espalhar pelos ossos dos dentes. Sua causa está diretamente ligada com a formação de placa bacteriana, que se constitui através do acúmulo de resíduos na região bucal. Segundo estudos nacionais e internacionais, a patologia é um agravante para mulheres que estão no período gestacional, em razão do aumento das taxas hormonais que provocam a queda da imunidade, associado a hábitos de higiene inadequados.

De acordo com pesquisa realizada pela Unicamp (Universidade de Campinas), gestantes diagnosticadas com a doença periodontal têm risco até três vezes maior de parto prematuro, baixo peso do recém-nascido, entre outras ocorrências perinatais. O trabalho ainda indicou que cerca de 47% das mulheres avaliadas apresentaram quadro de periodontite, de níveis moderados a graves. Outro levantamento produzido pela Universidad Miguel Hernández de Elche, na Espanha, constatou que a enfermidade intensificou o risco de parto antes de 37 semanas em 60%. A análise foi feita com mais de 10 mil mulheres ao redor do mundo.

Queren Azevedo, consultora da GUM , marca americana de cuidados bucais, esclarece que a atenção com os dentes e a higienização no decorrer da gestação deve ser intensificada. “Devido ao aumento de hormônios, como a progesterona e estrogênio, os cuidados com a região bucal devem ser redobrados, pois elas influenciam no surgimento de inflamações e infecções. Sendo assim, a falta de higiene e limpeza adequada colabora para o surgimento da doença periodontal”, explica.

Azevedo destaca que a gengivite é frequentemente relatada por mulheres grávidas em consultórios. Contudo, o controle da infecção é fundamental para evitar a danificação das gengivas e osso maxilar. “A higienização ao menos três vezes por dia, com o uso de escova de dente com cerdas macias e creme dental fluoretado, minimizam os riscos da formação de biofilme. A utilização do fio dental e seu manuseio apropriado é extremamente importante para garantir a limpeza interdental correta”, afirma.

Em busca de prevenir a doença periodontal e outros problemas bucais, a especialista reforça a necessidade de cuidados antes, durante e após a gestação. “Além da rotina diária, o acompanhamento odontológico especializado visa auxiliar na prevenção de doenças e o tratamento durante a gravidez. Dessa forma, é possível assegurar saúde e bem-estar tanto para a mãe quanto para o bebê”, declara.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial