Press "Enter" to skip to content

Sindicato apoia derrubada de veto sobre o Simples que pode prejudicar Corretor de Seguros

O Sincor-SP apoia o abaixo-assinado criado para derrubar, no Congresso Nacional, o veto presidencial ao programa de renegociação de dívidas (Refis) das empresas do Simples Nacional e dos MEIs. Esse veto atinge diretamente os Corretores de Seguros que aderiram ao Simples e que acumularam dívidas ao longo da pandemia.

Além de apoio a derrubada do veto, o abaixo-assinado também defende a prorrogação do prazo de adesão das empresas ao Simples Nacional. Caso a proposta seja aprovada no Congresso, a data-limite deixe ser no dia 31 de janeiro e passe para 31 de março.
Segundo comunicado divulgado pelo Sincor-SP, desta forma, os empreendedores teriam mais tempo para participarem do Refis e, na sequência, estarem aptas a aderirem ao Simples em 2022.

Além do Sincor-SP, várias outras relevantes entidades de São Paulo apoiam o abaixo-assinado. É o caso, por exemplo, da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). Mas, qualquer pessoa pode participar. “Incentivamos os Corretores a assinarem e, assim, oferecerem oportunidades aos que precisam de auxílio para quitar os impostos atrasados e continuar trabalhando e gerando empregos”, afirmou o presidente do Sincor-SP, Boris Ber.

A adesão ao abaixo-assinado pode ser feita neste endereço eletrônico:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdribVqjPff3C-CAGhLcKfKEG-asjgR0B6mpqRFib_IBcyBfw/viewform

VETO.

O veto integral do presidente Jair Bolsonaro a esse Refis foi recomendado pelo Ministério da Economia. A proposta estabelecia o parcelamento de débitos tributários das micro e pequenas empresas acumulados durante os dois anos de pandemia, com a isenção de multas e juros, e o saldo dos débitos em até 180 meses.

O texto do abaixo-assinado destaca que “Se você é um dos 18 milhões de empreendedores no Brasil, precisa se unir a este movimento para apoiar a derrubada do veto ao novo Refis do Simples Nacional, que beneficiaria as micro e pequenas empresas e os microeempreendedores individuais em todo o Brasil”. O documento é assinado pelo deputado Marco Bertaiolli, presidente da Frente Parlamentar do Empreendedorismo.

Fonte: CQCS

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial